Jovens da capital terão espaço moderno para acesso à cultura e ao conhecimento

Parceria da prefeitura com o governo de Minas vai revitalizar, em 2013, espaço no centro da capital onde 10 mil pessoas serão atendidas gratuitamente, todo mês

Um espaço multiuso feito para aproximar os jovens da cultura, do conhecimento e das políticas públicas voltadas para eles. Tudo isso localizado bem no coração de Belo Horizonte. Assim será o Centro de Referência da Juventude (CRJ), que atenderá gratuitamente 10 mil pessoas, de 15 a 29 anos, a cada mês. As obras vão começar já no ano que vem. Com recursos da ordem de R$ 14 milhões, a iniciativa é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Belo Horizonte e o governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Esportes da Juventude (SEEJ).

Belo Horizonte vai investir R$ 4 milhões no projeto, incluindo a cessão do antigo prédio da Casa das Fábricas, na Praça da Estação. A fachada do imóvel será restaurada e preservada e o CRJ deve estar em pleno funcionamento já no fim de 2013. O local escolhido é estratégico, pois, além de revitalizar um importante prédio no centro da capital, facilitará o acesso dos jovens através do transporte público. O projeto Miguilim (Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua), que funciona no local, será melhorado e continuará na região.

No CRJ, os jovens vão contar com biblioteca multimídia, teatro de arena para esportes e atividades circenses, auditório, cozinha experimental, espaço acústico para oficinas de música, academia para deficientes físicos, entre outros (veja no quadro abaixo). A prefeitura ainda vai instalar um posto do BH Resolve no local e o governo de Minas implantará a sede definitiva do Juventude e Polícia, projeto de combate à criminalidade. Iluminação e ventilação naturais, além da captação da água da chuva, farão parte do projeto sustentável do Centro de Referência da Juventude.


Juventude cuidada

Ao falar sobre o CRJ, o prefeito Marcio Lacerda lembrou da atenção que a capital tem dado aos jovens com a ajuda do Conselho Municipal da Juventude, e da importância que o centro terá para a nova geração de belo-horizontinos. “A instalação do novo espaço é um projeto antigo e que, depois de muito esforço e diálogo, conseguimos concretizar”.

 

Outras Realizações